Tuesday, September 20, 2016

Mini bolinhos de manteiga de amendoim e framboesa e o magnífico "The Night Of"

English version

Peanut butter and raspberry mini cakes / Mini bolinhos de manteiga de amendoim e framboesa

Semanas atrás lhes contei que desistira de “River” porque havia ficado bem deprimida com o seriado – eu precisava de algo que me deixasse pra cima, e não que me fizesse chorar abraçada ao travesseiro em posição fetal.
Dias depois eu comecei a assistir a “The Night Of” – sim, eu sei, nem eu mesma me entendo, não espero que vocês o façam. :)

Que seriado maravilhoso. Que elenco fantástico – John Turturro nasceu para ser John Stone e o achei ainda mais perfeito para o papel quando li que a primeira escolha para interpretar o advogado fora James Gandolfini, e quando este morreu o papel foi para as mãos de Robert DeNiro. Os deuses do cinema estavam mesmo olhando por este seriado, já que DeNiro não ficou com o papel. Na minha cabeça tanto um quanto o outro não conseguiria fazer justiça a John Stone – sinto que neles falta a fragilidade que é parte importantíssima no personagem. Não consigo imaginar Galdofini, tão grande e com uma voz tão alta e potente, como John Stone.

Não imagino Gandolfini fazendo o que Philip Seymour Hoffman fez com seu Truman Capote.

Amei o seriado como um todo – roteiro, direção, atuações, tudo foi lindamente combinado, de um jeito tão perfeito como eu não via em um bom tempo (“Breaking Bad” me vem à mente, como vocês podem imaginar). Sim, o seriado era extremamente triste, deprimente e sombrio e a cada noite depois de ver os episódios eu ia dormir com eles entranhados nos pensamentos, mas foi tão incrível que não consegui largar como fizera com “River”. Ter um chocolatinho por perto depois do fim de cada episódio de “The Night Of” é a dica que dou a vocês – estes mini bolinhos de amendoim também são uma ideia (e quem não encontrar framboesas por aí pode substituí-las por chocolate amargo picado – uma boa variação da receita).

Mini bolinhos de manteiga de amendoim e framboesa
Um nadinha adaptados deste livro

- xícara medidora de 240ml

3 ovos
200g de manteiga de amendoim do tipo smooth - aqui vale a pena gastar um pouquinho de $$ e comprar manteiga de amendoim importada
½ xícara (100g) de açúcar cristal
3 colheres (sopa) de óleo de canola
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
100ml de leite integral, temperatura ambiente
1 colher (chá) de extrato de baunilha
3 colheres (sopa) - 30g - de farinha de trigo
cerca de ½ xícara de framboesas, frescas ou congeladas (não descongele antes de usar) – usei 4 em cada bolinho

Preaqueça o forno a 180˚C. Unte generosamente com manteiga e depois enfarinhe uma forma de muffins com 12 cavidades.

Em uma tigela grande, misture bem os ovos e a manteiga de amendoim usando um batedor de arame. Junte o açúcar, o óleo, o bicarbonato de sódio, o fermento em pó, o sal, o leite e a baunilha e misture até homogeneizar. Gentilmente incorpore a farinha usando uma espátula de silicone, misturando de cima para baixo. Divida a massa entre as cavidades da forma e então espalhe as framboesas sobre a massa, pressionando-as bem levemente.

Asse por 20 minutos, ou até que os bolinhos cresçam, estufem e dourem (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 5 minutos e então desenforme com bastante cuidado, removendo os bolinhos da forma e transferindo-os para a gradinha. Sirva mornos ou em temperatura ambiente, com sorvete (se desejar).

Rend.: 12 unidades


Monday, September 12, 2016

Brownies do Nigel Slater

English version

Nigel Slater's brownies / Brownies do Nigel Slater

Lembram quando lhes contei sobre receitas que não me saem da mente? Uma delas foi este brownie do Nigel Slater – eu o vi em muitos e muitos blogs, pessoas enlouquecendo com ele. Entretanto, fui adiando e adiando já que o danado pedia bater manteiga e açúcar até obter um creme e na minha cabeça esse método não está associado a brownies (e o fato de que iriam 250g de manteiga e 300g de açúcar em uma forma de 23cm me fez tremer, também).

Chegou o dia em que eu finalmente fiz os brownies e, de acordo com meu marido – aquele que não come doces, porém prova todos os brownies que faço – estes foram os melhores que fiz em muito tempo. Confesso que comigo o sucesso não foi tão retumbante (sorry, Nigel): esforço demais para o resultado obtido. Gosto de receitas de brownie práticas e rápidas e que não requerem planejamento – derreter a manteiga é uma mão na roda quando a gente se esquece de tirá-la da geladeira.

Os brownies são bons, sim, porém nada que eu faria novamente, entretanto meu marido falou tanto deles que decidi dividir a receita com vocês. Diminuí um tiquito o açúcar (pois não tinha chocolate 70% em casa), dobrei a quantidade de chocolate picado na massa e usei uma forma de 20x30cm – quando vi a abundância de massa na tigela da batedeira descartei rapidinho a assadeira de 23cm.

Brownies do Nigel Slater
um nadinha adaptados do Nigel, receita encontrada aqui

200g de chocolate amargo, bem picadinho – usei um com 53% de cacau
60g de farinha de trigo
60g de cacau em pó, sem adição de açúcar, peneirado
½ colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
250g de manteiga sem sal, amolecida
250g de açúcar cristal
100g de chocolate amargo ou meio amargo picado grosseiramente, para incorporar na massa do brownie – usei um com 53% de cacau
3 ovos grandes + 1 gema, batidos ligeiramente com um garfo
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Preaqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma retangular de 20x30cm, forre-a com papel alumínio deixando sobras em dois lados opostos, e então unte o papel também.
Coloque os 200g de chocolate bem picadinho para derreter em banho-maria, sem deixar o fundo da tigela tocar a água. Retire do fogo e deixe esfriar. Em outra tigela pequena, misture a farinha, o cacau, o fermento e o sal com um batedor de arame. Reserve.

Na tigela da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Junte os ovos aos poucos e vá batendo. Raspe as laterais da tigela após cada adição. Junte a baunilha. Em velocidade baixa, junte o chocolate derretido. Com uma espátula de silicone, incorpore os ingredientes secos e o chocolate picado – a massa fica bem espessa. Espalhe-a uniformemente na assadeira e alise a superfície. Asse por cerca de 30 minutos ou até que o brownie cresça levemente e a superfície esteja com uma casquinha, mas ainda molinho por baixo (faça o teste do palito: ele deve sair úmido, com massa molinha nele, mas não massa crua). Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha. Corte em quadradinhos para servir.

Rend.: 24 porções

Saturday, August 13, 2016

Financier gigante de laranja e ruibarbo, um seriado, e coisas bonitas

English version

Orange rhubarb giant financier / Financier gigante de laranja e ruibarbo

Sou oficialmente uma molenga. :)

Por dias a fio estava chorando fácil e me sentindo super emotiva. Daí decidi começar a ver algum seriado novo, mas não poderia ser “Stranger Things”, pois de tanto ouvir falar eu já estava de bode (sem contar todos os spoilers nas redes sociais, por que as pessoas fazem isso?).

Optei por “River” por adorar Stellan Skarsgård desde os tempos em que ele tinha bastante cabelo em “Ondas do Destino”. Vi o piloto e sim, é um seriado excelente, mas fiquei tão deprimida no final do primeiro episódio que desisti de ver o segundo; Virei para o meu marido e disse: “vamos ver um episódio de ‘The Blackist’ agora, por favor?” – eu precisava das tiradas espirituosas de Raymond Reddington para melhorar o meu humor.

Coisas bonitas também melhoram o meu humor e eu me senti incrivelmente feliz quando o João chegou em casa com uma bandejinha de ruibarbo – ele sabe mesmo quais são os meus tipos preferidos de presente. ;)

Acabei fazendo duas receitas com o ruibarbo, tão intensamente vermelho e azedinho, e ambas ficaram deliciosas, mas divido hoje com vocês a mais bonita delas: o financier gigante que fiz usando uma forma retangular de torta – fiquei muito satisfeita quando o tirei do forno, estava tão lindo!

Usei a receita de friand do Bill Granger, aquela que já funcionou tão bem com cerejas frescas e peras, e juntei raspas de laranja para dar um toque cítrico que eu tanto amo. Ficou delicioso, com uma textura ótima e lindíssimo – provei uma fatia dele com uma xícara de café enquanto via Red Reddington e fiquei feliz de novo.

Financier gigante de laranja e ruibarbo
adaptado dos friands do Bill Granger

- xícara medidora de 240ml

140g de ruibarbo cortado em palitos de aproximadamente 8x1cm
2 colheres (sopa) de açúcar cristal
Raspas da casca de 2 laranjas
1 xícara + 2 colheres (sopa) - 160g - de açúcar de confeiteiro, peneirado– meça, depois peneire
1 xícara (100g) de farinha de amêndoa
½ xícara (70g) de farinha de trigo
1 pitada de sal
6 claras
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, derretida e fria
2 colheres (chá) de Cointreau – opcional

Coloque o ruibarbo em uma tigela e salpique com o açúcar cristal. Misture levemente e deixe macerar por 30 minutos.

Preaqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga uma forma de torta retangular de 30x10cm (melhor se tiver fundo removível, assim fica mais fácil desenformar o financier sem estragar).

Em uma tigela grande, misture as raspas de laranja com o açúcar de confeiteiro e esfregue com as pontas dos dedos até o açúcar ficar aromatizado. Junte a farinha de amêndoa, a farinha de trigo e o sal e misture com um batedor de arame. Acrescente as claras e misture apenas até incorporar. Acrescente a manteiga e o Cointreau (se for usar) e incorpore.

Deseje a massa na forma preparada e alise a superfície. Escorra o ruibarbo e arrume-o sobre a massa, um palito ao lado do outro, sem pressionar. Asse por cerca de 30 minutos ou até que cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha. Desenforme com cuidado para servir.

Financiers são mais gostosos no dia em que são preparados, porém podem ser guardados em um recipiente hermético em temperatura ambiente por até 2 dias.

Rend.: 8-10 porções

Thursday, August 04, 2016

Bolo de limão, coco, sementes de papoula e mirtilo e receitas que não saem da minha cabeça

English version

Lime, coconut, poppy seed and blueberry cake / Bolo de limão, coco, sementes de papoula e mirtilo

Algumas receitas ficam na minha cabeça por meses, às vezes anos: eu as vejo uma, duas, cinco vezes, e não as faço por uma porção de motivos. Depois de um bom tempo, as vejo novamente e já não lembro mais se as fiz ou se ainda são parte da minha (imensa) lista mental de receitas a serem testadas – acho que depois de dez anos de blog é natural. ;)

Vi este bolo na revista Good Food muitos meses atrás, e depois o vi novamente umas duas outras vezes. Adorei a ideia de juntar coco e mirtilos, mas sempre que via a receita me faltava um ou outro ingrediente. Meses se passaram e finalmente tinha um punhado de mirtilos no freezer, mas somente metade do que a receita pedia, por isso resolvi dar uma mexida nela, adicionei raspas de casca de limão taiti e sementes de papoula e em vez de incorporar os mirtilos à massa eu os salpiquei por cima do bolo antes de levá-lo ao forno. O resultado foi um bolo úmido e macio, com um delicioso toque cítrico e com pequenas bolhas de mirtilo aqui e acolá – modéstia à parte, minhas alterações na receita deram muito certo (e eu posso riscá-la da minha lista mental). ;)

Bolo de limão, coco, sementes de papoula e mirtilo
adaptado da ótima revista Good Food magazine

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (280g) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
2 colheres (sopa) de sementes de papoula
1 pitada de sal
½ xícara (50g) de coco ralado sem adição de açúcar
1 xícara (200g) de açúcar cristal
raspas da casca de 2 limões taiti
1 xícara (240ml) de óleo de canola
3 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
175ml de leite integral, temperatura ambiente
½ xícara (70g) de mirtilos, frescos ou congelados – se usar congelados, use diretamente do freezer, sem descongelar antes

Preaqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga e enfarinhe uma forma de furo central (tipo Bundt) com capacidade para 8 xícaras de massa.

Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento, o sal, as sementes de papoula e o coco. Reserve.
Em uma tigela grande, junte o açúcar e as raspas de casca de limão e esfregue com as pontas dos dedos até que o açúcar fique aromatizado. Junte o óleo, os ovos e a baunilha e misture com um batedor de arame. Com uma espátula de silicone e misturando delicadamente, de baixo para cima, incorpore os ingredientes secos reservados em três adições alternando-os com o leite (este em duas adições) – comece e termine com os ingredientes secos.
Transfira a massa para a forma preparada e alise a superfície. Salpique a massa com os mirtilos e asse o bolo por 50-60 minutos ou até que doure e cresça (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 20 minutos, e então desenforme sobre a gradinha com cuidado. Deixe esfriar completamente.

Rend.: 8-10 porções

Wednesday, July 27, 2016

Cookies de aveia, doce de leite e gotinhas de chocolate e dias sensíveis

English version

Oatmeal dulce de leche choc chip cookies / Cookies de aveia, doce de leite e gotinhas de chocolate

Não sei por que, mas ando bem sensível nos últimos dias – até achei que fosse TPM, mas não é.

Vi uma foto de um pai brincando com as duas filhas pequenas em uma banheira no meio de escombros – alguém compartilhou no Facebook – e chorei de soluçar. Não estava tendo um dia bom, e quando vi aquelas crianças brincando em um lugar completamente destruído pela guerra me senti tão insignificante... Meus problemas não eram nada comparados àquilo.

Ontem à noite vi o incrível discurso de Michelle Obama e as lágrimas vieram com força – que mulher maravilhosa, gente. As palavras dela tocaram o meu coração de tantas maneiras! Meu marido estava na cozinha preparando o jantar e ficou preocupado, achando que havia acontecido alguma coisa – não, não, eu só estava vendo Michelle sendo fantástica.

Minutos atrás, quando procurei esta receita e comecei a escrever o post, pensei no meu sobrinho e no quanto ele tinha adorado estes cookies: foi só lembrar de sua mãozinha fofa segurando os biscoitos que pronto, lá vieram as lágrimas outra vez. Ultimamente, é bem verdade, tudo relacionado ao Pinguinho me faz chorar: quando estou com ele, observando-o descobrir o mundo, penso em minha mãe e no quanto ela adoraria compartilhar estes momentos conosco se estivesse viva. Meu sobrinho é uma criança esperta – ele tem longas conversas conosco, apesar de nem sempre entendermos tudo o que ele fala – e ele é extremamente carinhoso: eu ganho muitos beijos e abraços, além de ele me chamar de “mãe” vez ou outra. Fico emocionada sempre que penso em D. Terezinha e no quanto ela amaria seu neto. Chorei bastante ultimamente, algumas lágrimas foram de alegria, outras foram de tristeza. É a vida, não?

Estes são os cookies de aveia e passas da Martha que foram transformados em algo um tantinho diferente: enquanto separava os ingredientes para prepará-los, topei com o doce de leite que havia sobrado do petit gateau que postei outro dia. Decidi adicionar uma boa quantidade à massa dos biscoitos – cortei um pouco o açúcar da receita – e substituí as passas por gotinhas de chocolate meio amargo, já que este ingrediente vai tão bem com doce de leite.

Os cookies ficaram uma delícia e eu não fui a única a achar isso, não. ;)

Cookies de aveia, doce de leite e gotinhas de chocolate
Um tiquinho adaptados da deusa Martha S.

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (280g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de sal
½ colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
¾ xícara (130g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
½ xícara (100g) de açúcar cristal
½ xícara (150g) de doce de leite – usei leite condensado cozido na panela de pressão
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 ovos grandes
3 xícaras (240g) de aveia em flocos
1 xícara (165g) de gotas de chocolate – as que usei tem 53% de cacau

Preaqueça o forno a 180°C. Forre duas assadeiras grandes e rasas com papel manteiga.

Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o sal, a canela, o fermento e o bicarbonato de sódio. Reserve.

Na tigela da batedeira, bata a manteiga e os açúcares até obter um creme claro. Junte o doce de leite e a baunilha e bata para incorporar. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Junte os ovos, um a um, batendo a cada adição. Acrescente os ingredientes secos da tigela média e misture em velocidade baixa somente até incorporar. Ainda em velocidade baixa, junte a aveia e as gotas de chocolate.

Coloque porções de 2 colheres (sopa) niveladas de massa por biscoito nas assadeiras preparadas, deixando 5cm entre uma e outra. Asse por 12-15 minutos ou até que os biscoitos dourem bem nas extremidades. Deixe esfriar completamente nas assadeiras.

Guarde os biscoitos em um recipiente hermético em temperatura ambiente por até 5 dias.

Rend.: cerca de 28 unidades

Related Posts with Thumbnails